Centelha

Fazenda Urbana – fazenda em contêineres

Não é novidade o aumento da população mundial, segundo a ONU, chegaremos a 9,7 bilhões em 2050, atualmente (2020) estamos com aproximadamente 7,7 bilhões (um aumento de 26%). Desta forma (óbvio), será necessário aumentar e maximizar a produção de alimentos. Estimativas dão conta de que atualmente, a produção agrícola, ocupa aproximadamente 50% do território disponível e consome 70% dos recursos hídricos disponíveis. Soma-se a isso, questões climáticas, bem como pragas e doenças reforçam a necessidade da otimização da produção de alimentos.

© FAZENDA URBANA

Para fazer frente à todas essas questões (e mais algumas), temos a chamada Agricultura em Ambiente Controlado (CEA – Controlled-environment agriculture), tendo como objetivo proteger e manter ótimas condições de crescimento ao longo do desenvolvimento da colheita. A produção ocorre dentro de estruturas fechadas, como uma estufa, um edifício ou mesmo, como faz a Fazenda Urbana, contêineres, assunto deste post.

A Fazenda Urbana é uma empresa que pratica essa “agricultura em ambiente controlado”, tem sede no Brasil, fornecendo micro verdes cultivados sem pesticidas. Micro verdes (ou microgreens) são plantas recém-nascidas (de 7 a 20 dias após a semeadura), que passaram da fase do broto, mas ainda não são consideradas baby folhas (ou baby leaves – de 20 a 40 dias após a semeadura). Os micro verdes possuem elevado poder nutritivo, de 4 a 40 vezes superior ao das plantas adultas, variando conforme a espécie e o tipo de nutriente. Segundo a própria Fazenda Urbana, eles são “a primeira empresa brasileira e da América do Sul de agricultura vertical em ambiente controlado (CEA) que desde 2016 produz tecnologia e processos sustentáveis para produção de alimentos locais de qualidade, sem pesticidas e de alto valor nutricional”.

© FAZENDA URBANA

Ainda segundo a Fazenda Urbana (fundada em 2016), seu projeto técnico foi ganhador de uma concorrência internacional contra as maiores empresas de fazendas em contêineres do mundo para fornecer 8 fazendas em contêineres para a Ilha da Madeira (Portugal) mas, quando o resultado foi anunciado (fim de 2016), os fundadores já tinham se decidido a “pivotar”* a empresa para se tornarem produtores de alimentos.

* “pivotar” deriva do inglês “to pivot” (“mudar” ou “girar”) e designa uma mudança radical no rumo do negócio.

© FAZENDA URBANA

As “smart farms”, como são chamadas, têm temperatura correta durante o dia e à noite, quantidade adequada de luz, gerenciamento preciso de água e umidade relativa; tudo em um ambiente livre de pesticidas. A Fazendo Urbana utiliza contêineres marítimos reciclados e convertidos com tecnologia de última geração (com sensores e tecnologia para controlar luzes, temperatura, umidade relativa, bombas e nutrientes). Tecnologia que também pode ser aplicada em galpões e prédios abandonados.

© FAZENDA URBANA

© FAZENDA URBANA

Vantagens desse sistema:

  • Menor uso da água doce, até 97% menos água que uma fazenda tradicional (a produção de alimentos tradicional utiliza 72% da água doce do planeta) e não polui o lençol freático com o uso de fertilizantes e menor pegada de CO2;
  • Produção local – produção próxima ao local onde será consumido, garantindo um alimento mais fresco e com menos desperdício;
  • Menores riscos de doenças e pragas;
  • Mais saudável e natural, sem uso de pesticidas, fungicidas ou GMO (Genetically Modified Organism – Organismos Geneticamente Modificados);
  • Produção vegana, não utiliza fertilizantes derivados de animais;
  • Não utiliza terra, utiliza substratos naturais à base de alga ou fibra de coco;
  • Podem ser aplicados em ambientes improdutivos, como galpões e contêineres transformando espaços e construções sem uso em áreas produtivas dentro das cidades. Os cultivos podem ser empilhados, limitados pelo pé-direito dos espaços;
  • Produção constante (o ano inteiro) e com alta produtividade – como os ambientes são controlados, não são dependentes do clima/tempo e das estações do ano,
  • Como os alimentos são produzidos dentro das cidades, diminui-se a dependência do fornecimento dos alimentos vindos de outras áreas (cidades, regiões ou até mesmo países);
  • Permitem o uso de energias renováveis de acordo com o avanço da utilização das mesmas nas cidades.

Couve, mostarda e repolho roxo – © FAZENDA URBANA

Com a marca MightyGreens, a Fazenda Urbana comercializa cogumelos (ostra branco, ostra salmonado, shiitake) e micro verdes (alho-poró, brócolis, coentro, couve, mostarda, rabanete, repolho roxo, rúcula e trigo) sem agrotóxicos.

Alho-poró, brócolis e coentro – © FAZENDA URBANA

Cogumelos ostra salmonado, ostra branco e shiitake – © FAZENDA URBANA

Rabanete, rúcula e trigo – © FAZENDA URBANA

 

FONTE(S):

Fazenda Urbana

Premium WordPress Themes Download
Download WordPress Themes Free
Download WordPress Themes
Download WordPress Themes Free
download udemy paid course for free
download redmi firmware
Download WordPress Themes
lynda course free download