Centelha

Luckie Tech – ajudando a salvar crianças do câncer

A Luckie Tech é uma startup de tecnologia de São José dos Campos (SP), com escritório em São Paulo (capital) e parceiros em Londrina (PR), Japão e Alemanha. Fundada em junho de 2019 a partir de uma ideia de Joel de Oliveira Junior (engenheiro e sócio), a empresa ainda conta com William Sousa (administrador de empresas) e Wagner Marcondes (médico PhD) como sócios. O início foi a todo vapor, já que Joel tinha a sua ideia de empresa/produto bem fundamentada. Focada no monitoramento da saúde de crianças em tratamento oncológico com a missão de utilizar o que há de mais avançado em tecnologia para buscar a diminuição da taxa de mortalidade de pessoas em tratamento médico, focando inicialmente, nas crianças em tratamento de câncer.

O problema

De acordo com o INCA (Instituto Nacional de Câncer), o Brasil terá 625 mil novos casos de câncer a cada ano do triênio 2020-2022.

Outros números:

  • 360 mil – novos casos de câncer em crianças no mundo anualmente;
  • 8 milhões – estimativa de novos casos de câncer (infantil e adulto) em 2020 somente nos E.U.A.

Arte © LUCKIE TECH

No cenário atual, além desses e de outros números, temos algumas questões muito importantes, são elas: dados imprecisos – os dados sobre os pacientes, fora do ambiente hospitalar, não têm a precisão necessária; falta de dados sobre os pacientes – há uma falta de dados sobre o paciente (sem isso, a equipe médica não pode agir); dados desconectados – informações incompletas têm pouca utilidade para a tomada de decisões; pacientes sem monitoramento – o paciente infantil com câncer precisa de acompanhamento constante; perda da janela de monitoramento – algumas ações devem ser tomadas antes que os sintomas se tornem visíveis.

Arte © LUCKIE TECH

Além destas questões, o paciente em tratamento oncológico vive em um estado neutropênico.  Na neutropenia, o nível dos neutrófilos (um tipo de glóbulo branco, que ajuda no combate das infecções destruindo bactérias e fungos) fica muito baixo, desta forma a imunidade também fica muito baixa, aumentando o risco dos pacientes desenvolverem simples infecções que podem se tornar fatais.

O estado de neutropenia ocorre em 100% das pessoas em tratamento de câncer, o de neutropenia febril (algo mais grave) ocorre em 65% dos casos durante o tratamento. Somente com o monitoramento dos sinais vitais já será possível salvar vidas e, com a implantação de um sistema de Inteligência Artificial, os resultados serão ainda melhores. Nas crianças, esse estado neutropênico é ainda pior, muitas vezes a criança não percebe ou não consegue se expressar quando está com febre ou com um aumento da frequência cardíaca. No Brasil, atualmente há cerca de 65 mil crianças em tratamento oncológico e, de acordo com o Ministério da Saúde são diagnosticados 12 mil novos casos de câncer infantil por ano. No mundo, são mais de 360 mil crianças diagnosticadas com câncer a cada ano.

A solução

Para auxiliar e oferecer maior segurança no tratamento infantil, a Luckie Tech desenvolveu um dispositivo que mais parece um curativo (como um band-aid). Através deste dispositivo é possível monitorar alguns dados. Esses dados (ex: temperatura, batimento cardíaco etc.) são disponibilizados na nuvem e enviados para o hospital e também, para os pais da criança paciente. Com esses dados (monitorados em tempo real), será possível, por exemplo, além da condição imediata do paciente, avaliar os resultados do tratamento. Caso haja alguma alteração, como uma alta na temperatura corporal, um alerta é enviado imediatamente ao hospital responsável pelo tratamento e aos pais da criança, que recebem a informação no próprio celular. Desta forma, as medidas necessárias podem ser tomadas em um curto espaço de tempo, evitando a piora do quadro e/ou até a uma possível morte.

Joel de Oliveira Junior segurando o dispositivo. Foto: arquivo pessoal

Como funciona o serviço

O serviço, além do dispositivo (wearable), possui um aplicativo e um sistema de nuvem, tudo isso junto com o sistema de Machine Learning e Inteligência Artificial. O dispositivo é adesivado na axila da criança, a partir dele, envia os dados para a nuvem. O app (pelo celular) traduz os dados enviados para o telefone e os deixa visíveis para os pais e equipe médica. O sistema de nuvem recebe os dados e os trata, disponibilizando-os para os aplicativos, com os devidos níveis de sigilo e confiabilidade. Futuramente, com o aumento de crianças utilizando o sistema, os dados coletados poderão mostrar linhas de tendências de cada tipo de tumor e, com o uso da inteligência artificial (quando tiverem cerca de duas mil crianças sendo monitoradas), poderão efetivamente ajudar no tratamento.

Arte © LUCKIE TECH

Financiamento coletivo

A startup lançou uma campanha de financiamento coletivo para poder monitorar de 50 a 200 crianças. A campanha está disponível na plataforma Benfeitoria (https://benfeitoria.com/cancer) e, a partir de R$ 186 mil, atenderá 50 crianças durante um ano no hospital GACC em São José dos Campos. Essa campanha é “tudo ou nada”, ou seja, se não conseguirem atingir a meta, o dinheiro será devolvido pela plataforma, não sendo possível fazer o monitoramento.

Arte © LUCKIE TECH

Testes e desenvolvimento do produto

Segundo Joel, os resultados dos testes “estão muito positivos”. O produto já está pronto, faltando apenas ajustes “finos” e, caso a campanha seja um sucesso (estará no ar até 04 de outubro), já em dezembro ocorrerá o processo de integração para em janeiro (2021) iniciarem o monitoramento de, ao menos, 50 crianças sem custos para o hospital!

O GACC

O hospital GACC (Grupo de Assistência à Criança com Câncer) de São José dos Campos (SP) é um complexo clínico-sócio-hospitalar, multidisciplinar e especializado, planejado para atender especificamente crianças e jovens com câncer, diagnosticados entre 0 e 19 anos, oferecendo atendimento humanizado e tratamento integral aos pacientes. O tratamento é oferecido prioritariamente às crianças e jovens que são encaminhados pelo SUS (Sistema Único de Saúde). De acordo com a página do hospital na internet, esses atendimentos (pelo SUS) representam atualmente, 80% do total de pacientes oncológicos naquele local. No total, são atendidas mais de 500 crianças e jovens nas diversas fases do tratamento do câncer.

Foto aérea do GACC e foto da ala de quimioterapia – © GACC

Participe! Não deixem para a última hora!

No link abaixo você será direcionado para a página da campanha na Benfeitoria.

 

LINK DA CAMPANHA BENFEITORIA – LUCKIE TECH:

https://benfeitoria.com/cancer

FONTE(S):

Luckie Tech

Free Download WordPress Themes
Download Nulled WordPress Themes
Free Download WordPress Themes
Free Download WordPress Themes
udemy free download
download lava firmware
Download WordPress Themes Free
online free course