Centelha

Cyclon – o tênis que nunca será seu

Poucas pessoas devem ter ouvido falar na On. A On é uma empresa com sede na Suiça (em Zurique), fundada em 2010 por três amigos, Olivier Bernhard (ex-atleta profissional, três vezes campeão mundial de duathlon e várias vezes vencedor do Ironman), David Allemann (formado em Direito com importantes passagens por empresas como a McKinsey, Advico Young & Rubicam e a indústria de móveis Vitra) e Caspar Coppetti (engenheiro). Os três enfrentaram o “quase” impossível desafio de concorrer com empresas como Nike, Adidas, Puma, Mizuno entre outras.

David Allemann, Olivier Bernhard e Caspar Coppetti. © ON

Em apenas um mês, em fevereiro de 2010, os protótipos ganharam o ISPO BrandNew Award, um importante prêmio dedicado à inovação no esporte. De acordo com a empresa, os corredores que testaram os protótipos “estavam empolgados e falavam em correr sobre nuvens”. Em julho de 2010, já foi possível encontrar os tênis On nas prateleiras. Atualmente, está presente em mais de cinquenta e cinco países (Europa, América do Norte, América do Sul e Ásia-Pacífico) e em mais de seis mil varejistas, presente nos pés de mais de sete milhões de corredores. Abriu escritórios nos E.U.A., Japão, Austrália e aqui no Brasil.

© ON

Em 2014, obteve uma alta classificação na Runner’s World (revista especializada em corrida) como um dos 20 tênis de corrida mais importantes dos E.U.A., Grã-Bretanha e Alemanha. Em 2015, o modelo On Cloud venceu o ISPO Gold Award (ISPO – Internationale Fachmesse für Sportartikel und Sportmode, maior feira mundial de artigos esportivos), como o melhor tênis de alto desempenho de 2015/16.

© ON

A partir de 2016, a On lança também outros produtos relacionados com a corrida (equipamentos de corrida de alto desempenho). Também em 2016, a atleta suíça Nicola Spirig, uma das primeiras atletas a utilizar os tênis da On, sobe ao pódio Olímpico novamente, ganhando a prata no triatlo feminino no Rio 2016 (antes tinha levado o ouro em 2012, Londres).

Nicola Spirig com a sua medalha de prata. © ON

Em 2017, lança dois modelos, o Cloudrush e o Cloudflash, este último eleito o produto do ano pela ISPO. Também em 2017, a On patrocina a equipe de refugiados que participou do Campeonato Mundial de Atletismo em Londres, no Reino Unido. Em 2018, mais um modelo premiado pela ISPO, o Cloudace. A marca tem hoje (desde 2019), como embaixador e co-empreendedor, o renomado tenista Roger Federer.

Roger Federer e o modelo Roger Centre Court. © ON

Modelo Cloud Hi. © ON

Modelo Cloudflyer. © ON

Mais inovações

“Este é o Cyclon. E este é o tênis de corrida que nunca será seu.” E continuam: “Sem cor, sem compromissos. Além disso, é feito com uma única peça de tecido. Isso significa desperdício zero”.

Modelo Cyclon. © ON

Mas como assim “esse tênis nunca será seu”?

O Cyclon é mais do que um tênis, é uma espécie de serviço, um sistema de assinatura. Primeiro, é necessário se registrar e pagar um valor (mensal) de R$164,00 (US$ 29,99). Ao fazer a assinatura, você receberá o primeiro par de tênis de corrida. A partir daí é começar a utilizar o tênis (correr, competir, caminhar etc.).

Modelo Cyclon. © ON

Quando esse par chegar ao fim de sua “vida” (a On estima que isso deve acontecer após cerca de 400km), o usuário deve informar à On através do site e eles enviarão um novo par. Ao receber o novo par pelo correio, será necessário devolver o par usado, colocando-o na mesma caixa que recebeu o novo par. O tênis usado volta para a On e é totalmente reciclado, sendo transformado em outro(s) tênis. Para o Brasil, a On estipulou um mínimo de cinco mil assinaturas para viabilizar o projeto. A empresa ressalta que os primeiros que se registrarem serão os primeiros a receberem os tênis. Neste momento inicial, de registro dos cinco mil (para o Brasil), deverá ser feito apenas o pagamento inicial de R$ 164,00. As entregas estão previstas para começarem somente no outono de 2021.

Modelo Cyclon. © ON

O tênis

Cyclon, é um tênis com design minimalista (pesará menos de 200g), feito a partir de sementes de mamona, é branco (não possui tingimento), como o tênis é 100% reciclável, não há desperdícios. Esse modelo só estará disponível através desse sistema de assinatura. Até pouco tempo, esse projeto era confidencial até mesmo dentro da empresa. A On enfatiza que o fato do Cyclon ser totalmente reciclável não compromete o seu desempenho que é “excepcionalmente alto”. “Ele é ultraleve, ágil e concebido para alto desempenho em competições de nível de elite. Além disso, ele tem somente o essencial e é totalmente reduzido ao máximo. Inspirado pelo próprio DNA da On, esse tênis se foca totalmente na experiência e sensação da corrida e alto desempenho no mais purista dos sentidos. Sem complicação. Sem enfeites. Sem complementos.”

Modelo Cyclon. © ON

Modelo Cyclon. © ON

O cabedal é uma peça única, feito com fios biodegradáveis (a partir das sementes da mamona). O óleo de mamona é extraído das sementes e, através de um avançado processo de síntese, desenvolveram um tipo especial de poliamida que chamaram de “PA11”. Os orifícios por onde passam os cadarços são prensados à quente. O tênis possui três zonas de compressão, essas zonas definem como o amortecimento e o retorno de energia são distribuídos. À medida que a sola se comprime, as zonas amortecem sua aterrissagem, reagindo ao seu passo e preparando-o para um movimento suave e direto para a frente.

A On explica que para medir o retorno de energia das espumas (em testes realizados na empresa), foi fixado um pedaço de espuma sob um tubo de um metro deixando cair um peso sobre ele. Se o rebote/ricochete alcançar 40 cm, sua taxa de rebote/ricochete é de 40%. O que eles consideram uma ótima taxa de rebote, somente encontrada em tênis de corrida de alta qualidade. A espuma do tênis de corrida Cyclon, tem uma taxa de rebote de mais de 65%. Valor superior até mesmo à “superespuma” Helion™, também desenvolvida pela On, o que resulta em uma “decolagem poderosa”.

Modelo Cyclon. © ON

Sobre a espuma, Nils Altrogge (diretor de tecnologia da inovação) nos explica: “Para criar um tênis reciclável de alto desempenho desta qualidade, você não pode usar processos de produção comuns”. “A beleza da Super Critical Foaming Technology* é que substituímos substâncias químicas nocivas por um gás que controla a expansão da espuma. É isso o que o torna reciclável e o que o faz possuir uma alta taxa de rebote/ricochete.”

* Super Critical Foaming Technology é um processo de fabricação inovador desenvolvido pela On. Trata-se de um equilíbrio extremamente preciso entre parâmetros de volume de gás, velocidade e temperatura em um ambiente controlado.

Modelo Cyclon. © ON

Modelo Cyclon. © ON

Oculto entre o cabedal e a sola exterior de espuma se encontra o Speedboard®. 100% biodegradável e 100% reciclável. Foi projetado a partir da mesma família de materiais de alto desempenho que a sola e o cabedal, o Speedboard® trabalha em conjunto com a espuma, garantindo uma ótima impulsão. Impulsiona o corredor à frente, uma passada após a outra. Para eliminar a cola, utilizam um processo de soldagem ultrassônica por infravermelho fixando todas as seções do tênis. Vibrações de alta frequência transmitem energia ultrassônica para as áreas que necessitam de fusão.

Modelo Cyclon. © ON

Além do PA11 (uma poliamida de base biológica derivada de sementes de mamona) utilizado no cabedal, a unidade inferior é feita a partir de outro composto de poliamida, também de desempenho elevado, chamado Pebax. Por fim, o tênis é vegano, já que não utiliza nenhum produto derivado de animais.

Detalhe da tecnologia CloudTec no modelo Cloudflow. © ON

Modelo Cloudsurfer. © ON

 

FONTE(S):

On

POST(S) RELACIONADO(S):

New Balance e Jaden Smith – tênis vegan friendly

Nike Zerando

Nike Space Hippie

Allbirds – tênis feito com lã de ovelhas

VEJA/VERT – tênis ecológicos

Download WordPress Themes
Free Download WordPress Themes
Download WordPress Themes Free
Premium WordPress Themes Download
free online course
download intex firmware
Download Nulled WordPress Themes
udemy free download